13 de jun de 2011

Chapeuzinho Amarelo



Certa vez uma bonita menina, ganhou um capuz amarelo da sua avó, assim todos do bairro começaram a chamá-la de Chapeuzinho Amarelo.

Numa manhã ensolarada, a mãe de Chapeuzinho falou para ela:

- Leve esta cesta cheia de doces, salgados, frutas e mel para sua vó que está doente. Mas minha filha não vá pelo caminho da floresta, lá é perigoso. Vá pelo caminho do rio.

Chapeuzinho se distraiu e acabou indo pelo caminho da floresta. De repente, ela avistou um lobo que falou:

- Calma, linda menina, não vou fazer a você. Para onde vai?

A menina respondeu:

- Vou para casa da minha vovozinha, levar esta cesta de coisas gostosas!

O lobo pensou que se fosse rápido chegaria primeiro na casa da vovó e comeria a velha no almoço e a menina seria uma deliciosa sobremesa.

Ao chegar na casa o lobo bateu na porta toc, toc, toc e disfarçando a voz falou:

- Quem é que está batendo na porta?

- Sou eu vovozinha a sua netinha querida!

O malvado entrou e foi direto para o quarto da vovó e a devorou. Ele colocou a touca, os óculos e a camisola e deitou na cama esperando a querida sobremesa.

Quando Chapeuzinho amarelo chegou entrou e foi para o quarto que tinha apenas uma vela acesa.

- Vovó que orelhas grandes a senhora tem?

- É para te ouvir melhor!

- Que nariz tão grande vovó?

- É para te cheirar melhor!

- Vovó que olhos grandes?

- É para te enxergar melhor!

- Vovó sua boca está tão grande?

- Você quer saber mesmo? Vou te contar. É para te comer melhor!

Nesse momento a menina gritou e os caçadores ouviram os seus gritos, pois eles estavam na mata à procura do lobo. Eles arrombaram a porta e deram um tiro bem na testa do lobo e então a menina que estava escondida dentro do armário saiu e falou:

- Minha vovozinha está dentro da barriga do lobo.

O caçador disse:

- Peguem os facões e vamos abrir a barriga desse lobo.

Crec, crec, crec abriram a barriga e a senhora saiu de lá de dentro cansada e assustada.

Então a vovozinha e a sua netinha se abraçaram e agradeceram aos caçadores.

E todos tiveram um final feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário